mae-dava-drogas-para-poder-ficar-com-namorado-foto-google-imagens_1011387Michala está sendo investigada e acusada de matar a própria filha, que segundo exames, foi morta devido a uma grande quantidade de drogas em seu sangue.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

O exame mostrou que a pequena Poppy, de apenas 4 anos de idade recebeu da mãe uma quantidade muito grande de “cetamina, metadona e até heroína”.
A mulher que está sendo julgada na Inglaterra, no Tribunal de Hull, segundo a promotoria, dava para a pequena quantidades muito grande de medicamentos, para que ela dormisse e deixa-se a mãe passar a noite a vontade com seu namorado.
Segundo as investigações, a menina estava vivendo isso a mais de seis meses, e frequentemente.
Michala, a mãe da pequena, enviava diversas mensagens segundo a promotoria, para seu namorado John, dizendo que daria “smartie azul” para que ela dormisse e os deixasse livres para namorar a noite inteira.
A menina foi encontrada na sala desmaiada, e a mãe quando percebeu que ela não acordava, ligou para a emergencia que logo chegou e levou a pequena em estado de coma para o hospital. Poppy ficou alguns dias respirando apenas por aparelhos, sendo depois desligados.
No exame, várias drogas foram encontradas no sangue da pequena, e segundo os legistas, incluindo substãncia parecidas com heroína.
A causa da morte não ficou definida, e por isso, o crime de homicidio não foi imputado ao casal, sendo apenas acusados por maus-tratos e crueldade.

PUBLICIDADE

Gostou? então deixe seu like!