Enquanto alguns adolescentes fumavam e xingavam, uma menina de 6 anos chega e um deles faz algo com ela


Jeanean Thomas de 29 anos é mãe de Peyton, de 6 anos, ambas vivem no Canadá, em Ontário, onde algo interessante aconteceu.

Jeanean sempre ensinou a filha que ela pode fazer tudo o que quiser, isso independentemente do que os outros façam ou digam a ela. Então um certo dia, Peyton disse a mãe que ela queria aprender a andar de skate, algo consideravelmente masculino, porém, sua mãe lhe deu total apoio.

Ao ir ao parque para acompanhar sua filha para treinar o esporte tão desejado por ela, a jovem mãe e sua menina passaram por uma situação um tanto inusitada e depois, ela decidiu contar o que passou em seu perfil em uma rede social na web, de um modo bem diferente.8bf04e50dfd8e13db52d02d84224241a

Um dos meninos que estavam ali no parque, entre os outros que xingavam e fumavam, quis ajudar a Peyton a aprender a andar de Skate e a mãe, ficou extremamente comovida com isso. Ele era muito paciente e não dava ouvidos aos outros que zombavam da sua atitude. Por isso, a mãe agradecida, resolveu escrever uma mensagem para esse herói em seu Twitter.

Na carta que Jeanean escreveu, ela chamava o rapaz de ‘garoto adolescente do parque de skate’ e, dizia acreditar que ele deveria ter uns 15 anos, ainda relatou que não esperava que ele fosse tão maduro ao ponto de deixar uma garotinha andar em sua rampa preferida.  Ela ainda continuou afirmando que há meses a sua filha vinha querendo estrear o seu skate, mas tinha vergonha por ser um esporte de meninos, então ela teve que convencê-la a pelo menos tentar, pois na opinião dela, Peyton podia conseguir sim.

Quando chegaram no parque, elas avistaram os meninos que estavam xingando e fumando no local, então a menina quis voltar para casa e ela, secretamente também queria, por medo de ter que trocar algumas ofensas com os garotos. Mas por outro lado, Jeanean, também assumiu que não queria ir embora para ensinar a sua filha que ela não precisava se sentir amedrontada e que ela tinha o mesmo direito que eles de usar aquele espaço, que era público.

Então quando Peyton disse a sua mãe com medo que o parque estava cheio de meninos mais velhos, ela calmamente respondeu: “E daí? Eles não são os donos da pista de skate”.

Depois de algumas tentativas perto dos meninos que davam piruetas sobre a sua cabeça, Peyton contou com a ajuda desse rapaz que chegou pedindo licença. No momento, a mãe da jovem pensou que ia ter que brigar com ele pelo espaço, mas logo, percebeu que ele só queria lhe oferecer algumas dicas.

 

“Você está usando os pés de um modo errado”, disse o rapaz a menina, depois, perguntou se poderia a ajudar. Então em seguida, ficou uma hora ensinando Peyton a andar de skate e algumas técnicas que ele sabia. Ajudou-a quando caía e a fez ouvir tudo o que dizia, coisa rara que nem todo adulto consegue, segundo Jeanean.

Além de ajudar a menina, o rapaz teve muito cuidado para que ela não se machucasse nos corrimões, alertando ela o tempo todo.

Desse modo, depois a mãe só quis deixar registrado o orgulho que sentiu do menino e o agradeceu em sua carta por ter sido tão gentil com sua filha, mesmo que os amigos tenham ficado rindo dele e por ter despertado a confiança que a sua filha precisava para seguir em frente com o seu objetivo.

De um modo muito emocionante, a carta que ela escreveu chegou até o rapaz e ela pôde agradecê-lo pessoalmente. E segundo ela, agora só torce para que ele continue do jeito que é, pois é uma ótima pessoa.

Deixe seu comentário

log in

Become a part of our community!

reset password

Back to
log in